terça-feira, 27 de outubro de 2015

Back to the Future e a Influência Econômica da Era Ronald Reagan

No dia 21/10/2015 saíram diversas análises do filme Back to the Future, data em particular que o filme 2 nos mostrava como seria o nosso futuro (que agora é passado). Um deles é o vídeo chamado "The Onion Looks Back At Back To The Future", onde Peter K. Rosenthal crítico de cinema para The Onion, relaciona alguns pontos do primeiro filme de 1985, com a era do presidente americano Ronald Reagan!


Aqui esta o vídeo do The Onion em inglês!


Abaixo segue parte da transcrição em português sobre o que o vídeo propõem:

"Este é o Peter Rosenthal, crítico de cinema para The Onion, e hoje no segmento de clássicos, iremos revisitar Back to the Future. 

Robert Zemeckis conta a história de um adolescente empreendedor chamado Marty McFly, que viaja de volta no tempo para ajudar sua família a obter um suporte socioeconômico mais elevado. Trata-se de uma crítica sutil e poderosa sobre a economia da era Reagan ("reaganomics") nos anos oitenta.

As falhas do presidente Reagan, chamadas de economia trickle-down, estão presentes desde o início do filme. Vemos George e Lorraine McFly, iguais muitos outros pais de classe média, afundando financeiramente e emocionalmente sem meios de avançar e fornecer uma família estável aos seus filhos, onde esses últimos, por sua vez, se divertiam crescendo em uma próspera América pós-guerra.

Percebendo a situação da vida de sua família, Marty interpretado por Michael J Fox, não tem escolha senão juntar-se a cientista louco da cidade Dr Brown, o qual gosta dos McFly's mas também é espremido pelas políticas econômicas da administração Reagan.

O obscuro fato de roubar plutônio de um grupo de terroristas líbios para viajar no tempo, nos mostra um olhar além, que permite estreitar essa análise e serve como um lembrete do quão duro eles foram atingidos economicamente.

Depois de Marty viajar de volta para 1955, os verdadeiros custos da desregulamentação e um governo federal encolhido ficam mais claros, a medida que o nosso protagonista começa a ver sua família desaparecer bem diante de seus olhos.

Marty percebe que a esperança de estabilidade financeira está indo embora, segundo a segundo, simbolizada pela torre do relógio no centro da praça da cidade.

Quando Marty volta aos dias atuais (1985), ele descobre que sua família agora tem uma existência de classe média alta sólida, possível graças as suas intervenções no passado. No entanto, Marty é incapaz de mudar a situação econômica (da era Reagan) para todos os americanos e, basicamente, eles sobem a hierarquia social darwinista.

Enquanto isso, Biff agora se vê lutando na classe trabalhadora nos implacáveis anos Reagan, o que nos mostra que ninguém fica em frente sem alguém ficar para trás.

Em última análise, De Volta para o Futuro serve como um poderoso testemunho da destruição que veio com o senso comum da regulamentação federal sobre os interesses do setor privado, uma situação que ainda é parte do tecido econômico dos Estados Unidos, três décadas depois do filme ter sido lançado.

Do Sindicato das Normas dos Filmes, eu sou Peter Rosen."

E você o que acha disso tudo? Back to the Future quando foi lançado teve influências da politica e da economia que os americanos viviam em 1985? Ronald Reagan (o ator?) é citado como uma forma de crítica no filme? Comente aqui!

Fonte: http://www.theonion.com/

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...