quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Guest Post "O Futuro Chegou - Direto de Portugal" por Rui Sousa

Pois é, finalmente chegou o dia do futuro. 

21 de Outubro de 2015, uma data que parecia tão longínqua há 25 anos quando estreou a segunda parte de uma das maiores trilogias de sempre do cinema: Regresso ao Futuro.

A data na altura, estava bem distante e facilmente capturou a imaginação de quem viu (e reviu) Marty (Michael J Fox), Doc (Christopher Lloyd) e Jennifer (Elisabeth Shue, na segunda e terceira partes) numa futurística “Hill Valley”. 2015? Vai demorar tanto tempo a lá chegar, pensávamos nós… e no entanto, parece que passou pouco tempo até cá chegarmos.

Num ano em que a internet estava muito longe do que é agora, em que tínhamos videoclubes com cassetes de vídeos e não se via filmes no computador e havia uma grande variedade de salões de jogos, ao ver a moderna tecnologia que o filme nos apresentava todos sonhávamos em estar presentes no futuro para poder testemunhar tudo aquilo que nos era apresentado.

Algumas previsões concretizaram-se, outras não… Ainda não temos tecnologia “hover” nos carros, a marca DeLorean morreu (embora haja aí uns rumores de um renascimento). A moda dos “bolsos do lado de fora” e das duas gravatas, que se saiba ainda não chegaram aos desfiles de moda, nem o mítico blusão que se ajusta e seca sozinho é uma realidade.

Mas os dois momentos mais marcantes do filme e que puseram uma geração inteira deslumbrada e a pensar “tenho que ter aquilo”, foram sem dúvida o skate voador (hoverboard) e os ténis Nike com atacadores automáticos.

O público exigiu, e as marcas responderam. A Mattel não lançou nenhum hoverboard (existem réplicas não funcionais), mas duas marcas lançaram protótipos: A “hondo” e a “Lexus”. Esta última diz que (por enquanto) o sistema só funciona numa superfície especial.

Quanto à Nike… Embora já tenham lançado uns ténis iguais aos de Marty, faltou-lhes a característica mais ambicionada… os famosos atacadores automáticos. As boas notícias são que a marca já patenteou essa tecnologia, e hoje nos festejos deste dia histórico lançaram um “teaser” na internet que pode indicar que a data de lançamento está próxima… talvez já amanhã.

Outra previsão foi a ascensão meteórica da equipa de baseball dos “Chicago Cubs”. Considerados sempre uma equipa fraca, inspirados pelo filme foram somando vitórias atrás de vitórias. Da última vez que li sobre eles, estavam a uma vitória de chegar à final. Será que vamos ter mais uma “realidade”?

No campo das concretizações bem sucedidas, temos por exemplo: Jogos de computador em que não são precisos comandos, bastando usar as mãos (lembram-se da cena com um muito jovem actor Elijah Wood?), temos tablets, tvs de écran plano (impensável em 1990).

No cinema temos sequelas atrás de sequelas (“Tubarão 19” anunciado no filme) com versões em 3D. Já se previa a falta de imaginação?

Chamadas em vídeo conferência, hoje até estão disponíveis em telemóveis. Os “smartphones” infelizmente não foram previstos pelo realizador, tendo sido substituídos pelo fax (hoje, obsoletos).

Os famosos óculos usados pelos filhos de Marty no futuro, hoje são reais (embora num formato diferente), mas ainda referindo essa cena, não temos comida hidratada como a pizza que eles saboreiam à refeição. 

A lista continua e continua…

Nos festejos desta data histórica, algumas marcas conhecidas juntaram-se ao filme, lançando objectos comemorativos ou simplesmente relembrando a sua participação no filme.

A Toyota mostrou-nos uma nova tecnologia que não estará tão distante como isso de ser usada no dia a dia nos seus carros. A Calvin Klein também se fez representar em alguns anúncios. A sua associação foi mais forte no primeiro filme, mas fizeram questão de estar presentes neste dia.

Outro objecto icónico que foi lançado especialmente nesta data, foi a garrafa da “Pepsi” que Marty McFly pediu quando entrou no “Café 80s”. O desejo de ter uma foi tão forte, que esgotaram rapidamente deixando bastantes pessoas "à beira de um ataque de nervos". Esperemos que reponham o stock.

Também haverá alguns brinquedos da “Lego” que farão as delícias de qualquer fã.

Não me vou adiantar mais, pois o texto está longo.

Em resumo e concluindo… Regresso ao Futuro passou bem o teste do tempo. Está aí para dar e durar. A prova disso são as várias comemorações a nível mundial (EUA, Brasil, Reino Unido são apenas alguns países). Portugal está incluído nas festividades, nomeadamente em Lisboa e no Porto.

Daqui a 30 anos ainda se falará desta história, tenho a certeza. Existem uns rumores de uma quarta parte, mas foram prontamente desmentidos pelos realizadores que disseram categoricamente que enquanto forem vivos, não haverá “reboots” / “remakes” / sequelas desta obra prima. E eu apoio totalmente a decisão deles.

Termino com uma frase de “Doc Brown”, interpretado por Christopher Lloyd, na terceira parte da trilogia:


your future hasn't been written yet. No one's has. Your future is whatever you make it. So make it a good one.
O vosso futuro ainda não está escrito. Não está o de ninguém. O vosso futuro é aquilo que vocês fizerem. Portanto, tornem-no bom.


A partir de hoje, o futuro pertencerá ao passado. Tenham um bom “future day”

O vosso amigo no tempo,
Rui M. Sousa

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...