terça-feira, 19 de setembro de 2017

Alec Baldwin será John Z. DeLorean em novo documentário

Segundo o site Deadline, o ator Alec Baldwin encarnará o famoso John Zachary DeLorean, o criador do DeLorean DMC-12, em um documentário que será produzido pela XYZ Films.


Para dar a aparência do homem que trouxe vida ao icônico carro original de De Volta para o Futuro, Baldwin recrutou a ajuda da sua equipe de maquiagem de Saturday Night Live.

O filme documentará a ascensão ao estrelato de John Z. DeLorean, bem como sua queda chocante. Além das cenas narrativas, o documento será mesclado com cenas de Baldwin e entrevistas com colegas, funcionários, advogados, amigos e familiares que o conheceram pessoalmente John DeLorean.

O filme será dirigido por Don Argott e Sheena M. Joyce, de Roubar é uma Arte (The Art of the Steal, 2013), produzido por Tamir Ardon, XYZ Films e 9.14 Pictures e apoiado por Ingenious. Sundance Selects distribui o filme no país.

"Sheena Joyce e Don Argott são dois dos cineastas mais inteligentes e criativos que encontrei nos últimos anos. O seu documentário, The Art of the Steal, está entre os meus favoritos de todos os tempos e aguardo com expectativa a colaboração com eles em sua tomada inventiva sobre a vida de John DeLorean", disse Baldwin.


"Estamos muito honrados em ter a oportunidade de explorar o complexo personagem de John Z. DeLorean com o lendário Alec Baldwin. Como fãs de longa data, não podemos esperar para ver DeLorean através da lente do imenso talento e inteligência afiada de Alec. Estamos confiantes de que esta colaboração levará a um filme emocionante sobre um misterioso e incomum ícone automotivo", disse Argott e Joyce.

A produção está em andamento com uma data de lançamento agendada para 2018.

Humorístico Zorra faz esquete com De Volta para o Futuro

Não é novidade que o programa humorístico do Zorra da TV Globo tem apresentado cada dia quadros melhores. No último sábado 16/09/2017 podemos comprovar isso, com a paródia brasileira de De Volta para o Futuro (ou De Volta para o Passado)!

No quadro, o personagem chega ao Brasil e não acredita que as notícias exibidas são de 2017!


O Marty McFly, personagem eternizado por Michael J. Fox na trilogia De Volta Para o Futuro (1985-1990), ganhou uma versão "canarinho" pelo ator George Sauma e desembarca no Brasil em 2017 e espanta-se com a situação do país.

– Finalmente vou conhecer o Brasil, o país do futuro – diz o personagem, ao desembarcar do carro, ser picado por um mosquito e ser alertado por um morador de rua que poderia se tratar de febre amarela.

– Mas eu pensei que o Brasil tivesse acabado com a febre amarela no início do século passado.

Sem acreditar que estava no ano indicado (2017) pelo painel da máquina do tempo, para diante de uma loja de televisores e começa a acompanhar as notícias. Ele assiste na TV ataque a tribos indígenas e protesto nas ruas. Qualquer semelhança com a nossa realidade é mera coincidência. Em uma das chamadas, o jornal alertava:

– Exposição de arte é censurada e causa protesto (referencia ao caso Queermuseu).

Na sequência, McFly é interrompido por um conflito entre protestantes e uma tropa policial.

– Ferrou, eu voltei para a ditadura, melhor sair fora daqui – exclamou antes de fugir e encontrar o icônico cientista Dr. Brown (no quadro, vivido por Fernando Caruso) vendendo ferro velho. Caruso está perfeito imitando os gestos e os olhos esbugalhados do nosso eterno Doc!!

– Mudaram a lei do Brasil, acabou a previdência, agora eu tenho que trabalhar como um escravo até bater as botas. Toca para antes do descobrimento. Aqui só tinha índio, o Brasil nessa época era civilizado (trágico, mas sincero).

Depois disso eles partem no DeLorean e vão embora (mas erram na quilometragem dizendo 95 milhas/hora ao invés de 88 milhas/hora). Tudo bem, um pequeno deslize da produção.


Note que o destaque do quadro foi a réplica idêntica do DeLorean Time Machine original, que desapareceu no final deixando a icônica marca de fogo dos pneus em uma sequencia muita bem feita!


Descobrimos que essa réplica é de algum proprietário de São Paulo pela consulta da placa.

A dúvida que sempre perdura é: quantas réplicas do DeLorean modificado igual o filme já existem no Brasil?

Fonte: GloboPlay

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Relembre Toonstruck (1996): Game com Christopher Lloyd e desenhos animados


Toonstruck é um jogo de aventura "point-and-click" para PC lançado no final de 1996 (originalmente programado para 1995, mas que foi adiado devido ao longo processo de animação necessário). 

O jogo apresenta cenários desenhados à mão e personagens animados, em contraste com o protagonista Drew Blanc (interpretado pelo Christopher Lloyd, nosso eterno Doc Brown) representado como um ator ao vivo, capturado por vídeo, que interage com o mundo dos desenhos animados ao redor dele.


Aqui vemos Lloyd mais uma vez envolvido com personagens de desenhos animados desde o filme Uma Cilada Para Roger Rabbit (1988). Toonstruck pode ser considerado uma espécie de sequencia espiritual ou game-homenagem para Roger Rabbit.

Dentro do jogo também há filmes com atores (pequenos curtas), além de várias sequências totalmente animadas e produzidas pela Nelvana e Rainbow Animation. Foi um dos primeiros games a incluir música da APM Music, nomeadamente o clássico "Spooky Scherzo" de Sam Fonteyn e "Lonely Hearts Club A" de David Bell.


História

Drew Blanc é um animador de desenhos animados e o criador original do Fluffy Fluffy Bun Bun Show. Esta série tem sido um sucesso há dez anos sem precedentes para sua empresa, porém, na realidade, Drew não aguenta mais toda essa "fofurisse" com coelhos e esta muito desanimado. 


Sua criação mais reverenciada, Flux Wildly (seria uma referencia ao Flux Capacitor?), um personagem roxo de fala sábia e sarcástica, foi negada a chance de estrelar seu próprio show. 


O chefe de Drew, Sam Schmaltz (interpretado por Ben Stein, o eterno professor "Bueller Bueller Buelle" de Curtindo a Vida Adoidado), coloca-lhe a tarefa de projetar mais coelhos para co-estrelar no Fluffy Fluffy Bun Bun Show na manhã seguinte. 


No entanto, o deprimido animador sofre de um bloqueio agudo de artistas e não consegue produzir nada. Ele acorda cedo na manhã seguinte para encontrar inexplicavelmente sua televisão ligada, anunciando o Fluffy Fluffy Bun Bun Show. De repente, Drew é atraído misteriosamente para a tela da televisão e transportado para um idílico mundo de desenhos animados bidimensional, povoado por suas próprias criações, entre muitos outros personagens de desenhos animados. 


Ele logo faz amizade com Flux Wildly (dublado por Dan Castellaneta, mais conhecido por ser a voz mais longeva de Homer de "Os Simpsons") e descobre que este paraíso ficcional está sendo assolado por um personagem implacável com uma devastadora arma do mal, uma máquina voadora equipada com um raio (mais referencias a Back to the Future?) que transforma a paisagem agradável e infantil e seus habitantes, em versões distorcidas e obscuras de si mesmos. Ele é encarregado de caçar e parar esse louco, restaurando assim a paz e a harmonia para a terra, em troca de uma passagem segura de volta à sua realidade tridimensional.


Obs: Tress MacNeille, a terceira e última interprete em carne e osso da historia, faz Maxine, a esposa de Drew e assistente de Schmaltz.

Mundos

O game é dividido em 3 grandes mundos com subáreas:

  • Cutopia, terra de todos os Cutopianos felizes e adoráveis ​​e é negligenciada pelo rei Hugh em seu castelo;
  • Zanydu, a pátria do Flux, toda colorida e maluca, inclui o Way Outback (uma paródia do Outback Australiano) e até os proprietários da Wacme (referência a ACME dos Looney Tunes);
  • Malevoland, a parte escura e adulta do mundo dos desenhos animados, com o castelo nefasto que se aproxima à distância, onde vive Count Nefarious (Tim Curry), o personagem mais maligno do mundo dos desenhos animados. 


Gameplay

Como todo bom jogo de ponto-e-clique dos anos 90, você deve controlar o herói principal (Christopher Lloyd digitalizado) através do mouse, clicando onde o personagem deve ir e escolhendo objetos do seu inventário, conforme forem sendo encontrados ao longo da história. O ponteiro do mouse é sensível ao contexto, alterando o ícone dependendo do que é rolado no momento da trama.


Recepção

Embora tenha recebido críticas positivas na época, o jogo teve poucas vendas. Parte do problema foi a decisão de cortar metade do jogo, bem como o mau marketing da Virgin Interactive.
  • Toonstruck foi nomeado o 37º melhor jogo de computador do PC Gamer UK em 1997.
  • O jogo foi finalista do prêmio "Adventure Game of the Year" de Computer Gaming World em 1996.

Relançamento e Sequencia

Recentemente o jogo original foi relançado no GOG.com em 10 de fevereiro de 2015 e Steam em 15 de novembro de 2016 e você pode jogá-lo agora se quiser!

Acesse esse link aqui !

Requisitos mínimos de sistema
Sistema Operacional: XP ou posterior
Memória: 20 MB de RAM
Armazenamento: 1200 MB de espaço disponível

Como se sabe, a versão oficial lançada de Toonstruck continha menos material do que foi originalmente planejado. Pouco antes da versão beta ser lançada, o jogo foi cortado pela metade. Esse material removido, os vídeos e as animações do primeiro jogo, podem ser utilizados numa sequencia. No entanto, este conteúdo nunca foi lançado (até hoje). Uma porção de fundos não utilizados, animações e imagens podem ser encontrados na internet. 


Keith Arem, um desenvolvedor que atualmente possui o direito de Toonstruck 2, está planejando lançar uma versão completa do Toonstruck, que incluiria a segunda metade do jogo. O crescente interesse por uma sequencia, resultou em muitas criações entre a comunidade de fãs, incluindo um projeto de fangame. Há estimativas de Toonstruck 2 sair em 2020.


Acima, veja o trailer do jogo criado para o lançamento da Steam! 

E você conhecia esse game do "Doc Brown"? Ficou com vontade de jogar? Comente aqui

(C) 1996 Interplay Entertainment Corp. "Toonstruck" is a trademark or registered trademark of Interplay Entertainment Corp. in the US and/or other countries. All rights reserved.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Vai um Nike por R$140.000?


O Nike usado por Michael J. Fox no segundo filme da trilogia será leiloado em Londres no dia 26 de setembro. O tênis (ou os tênis, já que devem existir mais de um) está avaliado em U$ 45.000 o que equivale um pouco mais, no dólar de hoje, a R$ 140.000.

No mesmo leilão peças de outros filmes também serão leiloadas, como a carteira de Jules do filme Pulp Fiction e o retrato a óleo de Tony Montana em Scarface.

Fonte: Folha de SP

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Líbios para o Futuro: Volkswagen confirma lançamento da nova Kombi para 2022


A Volkswagen divulgou durante o Salão de Detroit que lançará em 2022 a nova Kombi, dessa vez elétrica e que terá capacidade para 430 quilômetros de alcance com uma carga de bateria.

Além dessa inovação, o novo carro vem com assento para motorista em 360º, sendo os assentos traseiros deslizantes para ampliar ou diminuir o espaço interno e o teto do veículo é transparente.

Se essa Kombi existisse em 1985 com certeza os líbios teriam chegado muito antes ao encontro do doutor.

Fonte: InfoMoney

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Miniatura Transformer DeLorean Time Machine

Sim, ele existe!

Há anos a humanidade vem clamando por isso! Sim, todos querem ter uma miniatura do Delorean Time Machine, que se transforme em um robô! Pois é, nós pesquisamos e um maluco fez isso de verdade! Mas antes vamos relembrar algumas histórias!

Vale a pena ver de novo! 

Você não pode se esquecer de um post anterior que falamos da Venessa Kochfã da Trilogia desde os 10 anos e que teve uma ideia surreal de fazer um cosplay do Transformer DeLorean Time Machine, o qual ficou super lindo o resultado!

Vanessa faz apresentações com seu cosplay Transformer DeLorean Time Machine.

Ao longo de nossa busca por esse mito, tivemos a ideia de procurar fotos no internet do tal Transformer DeLorean Time Machine de brinquedo e o resultado foi fantástico! Achamos algumas imagens e desenhos bem criativos, o que prova que outras pessoas também sonham com isso!






Confesso que esse aqui chegou perto do que imaginávamos, mas o resultado estava aquém de um Delorean Transformer funcional de brinquedo!

E o Oscar vai para...
1º Lugar - Imaginem esse Transformer DeLorean Time Machine invocadão na sua prateleira?


Em 28 de outubro de 2014 um customizador intitulado como G.I.EDDIE postou as seguintes fotos alegando que construiu essa pequena obra prima.

"Levei mais tempo do que esperava conseguir isso, mas eu tive 2 dias ocupados com o Halloween e tudo mais. :)

Enfim, eis algumas coisas com as quais estou extremamente feliz e outras não muito. As portas, por exemplo não abrem como portas de asa de gaivota tradicionais por motivos de visibilidade. Se os tivesse anexado ao cume (a maneira mais fácil), eles não seriam tão visíveis. Elas estariam escondidos demais atrás do veículo. E sendo uma característica tão legal do veículo, eu quero vê-los (juntamente com todos os outros recursos icônicos do Delorean BTTF) tanto quanto eu puder. Então eu os mantive no mesmo local que os carros Z. 

Falando sobre a base Z, usei porque todas as peças do veículo são exibidas maravilhosamente na frente e no centro. Se eu usasse a base Lambo, por exemplo, muito do que faz o BTTF Delorean tão reconhecível, teria acabado na parte de trás."


"Tentei fazer com que ele se transformasse, mas as bases das rodas estavam muito próximas entre o doador e o carro MP Z. Fazer isso teria exigido pernas mais alongadas ou um torso maior e eu realmente não queria que esse Transformer fosse muito mais alto do que as minhas outras figuras ... mas acredite, eu considerei o fator legal."

 

Sendo assim, não ficou muito claro se o Delorean Transformer que ele criou realmente consegue voltar ao seu estado normal de veículo, apenas dobrando algumas de suas partes (apesar dele ter postado fotos do modelo nesse formato - note os recortes do carrinho abaixo). 

De qualquer modo, mesmo que ele não se "destransforme" para o famoso DMC-12 ou que talvez seja necessário desencaixar algumas peças do robô, para remontar o carro com partes soltas (sem que seja uma peça única dobrável), o resultado é louvável. Nós damos a nota máxima para ele nesse quesito até hoje reproduzido. Adoraríamos que alguma empresa resolvesse abraçar essa ideia para um lançamento oficial.

E também encontramos outras variações válidas, mas um pouco menos charmosas.

2º Lugar - Autoria desconhecida

3º Lugar - Autoria desconhecida

Viajando na maionese

Além de lançarem um brinquedo, bem que o diretor da franquia dos filmes Transformers, Michael Bay, e os produtores Steven Spielberg, Don Murphy, Lorenzo di Bonaventura, Ian Bryce, poderiam fazer uma surpresa, para nós fãs do De Volta Para o Futuro de colocar um Transformer DeLorean Time Machine em um algum próximo filme da franquia Transformers.

Ou quem sabe no futuro filme "Jogador Nº 1" (Ready Player One), próximo filme do Spielberg baseado no livro homônimo, o Delorean da realidade virtual Oasis possa se transformar em um robô? Não custa nada sonharmos!

E você o que achou de tudo? Tem alguma sugestão de custom do DMC-12 que conhece e quer compartilhar conosco? Comente aqui!!

domingo, 20 de agosto de 2017

Os Caça-Fantasmas no futuro


Em 1984, um ano antes do lançamento do primeiro filme da trilogia "De Volta Para o Futuro" era lançando nos EUA o filme Ghostbusters (Os Caça-Fantasmas). O filme, que surgiu de uma ideia do ator Dan Aykroyd, que atuou também na história, se passava originalmente, sim, no futuro! Nessa primeira versão de roteiro, os caças-fantasmas viajam pelo tempo atrás das paranormalidades do mundo.

E a coincidência com nossa trilogia não para aqui. O papel do Egon Spengler, que acabou sendo interpretado por Harold Ramis, foi oferecido para Christopher Llyod. Outros atores também receberam o convite, como Christopher Walken, Jeff Goldblum e John Litghow - esse último também cotado para viver Doc na trilogia.

Comediante Jerry Lewis morre aos 91 anos



Ator, roteirista, produtor, diretor e cantor, o americano Jerry Lewis morreu na manhã de domingo, em sua casa em Las Vegas, segundo informou sua família, "de causas naturais". Um gênio da comédia, famoso por seu humor estilo pastelão, que levou aos palcos, cinema, rádio e TV, ele se destacou inicialmente na parceria com Dean Martin, encarnando o palhaço em contraponto ao galã certinho. 

Sozinho, Lewis fez sucesso com filmes como "O mensageiro trapalhão", "O terror das mulheres", "O professor aloprado", "Errado pra cachorro" e "Bagunceiro arrumadinho". Na segunda metade dos anos 1960, as bilheterias de seus filmes declinaram, mas ele seguiu como figura cultuada, em aparições esporádicas em filmes como "O rei da comédia" (1982), de Martin Scorsese. 

Uma triste noticia para o mundo do cinema e da TV. #ripjerrylewis

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Michael J. Fox irá subsidiar tratamento de Parkinson feito no espaço



Michael J Fox foi diagnosticado com Parkinson em 1991, quando ele tinha 29 anos. Na altura, os médicos disseram ao artista que poderia apenas trabalhar até aos 39 anos e, que a partir de então, a sua doença pioraria. Entretanto, Fox criou uma fundação com o seu nome, cujo o objetivo é aumentar a investigação sobre a doença e procurar um tratamento mais eficaz e claro, a cura. 

De acordo com um tweet lançado pela NASA, os Estados Unidos vão enviar uma amostra para a Estação Espacial Internacional para investigar a proteína LRRK2, chave para identificar o desenvolvimento de meta doença de Parkinson.
O experimento utilizará cristais da proteína LRRK2 cultivada em laboratório, a bordo do complexo orbital. Por mais de 10 anos, os cientistas têm se esforçado sem sucesso, cultivar esses cristais na Terra, mas devido às propriedades únicas de microgravidade, cristais de proteína tendem a crescer cada vez mais uniformemente quando enviado para a estação espacial, tornando possível o estudo e melhoramento dos fármacos já existentes. 

Desde que a fundação do ator foi criada, já foram doados milhões de dólares à investigação e cura do Parkinson.

O DeLorean voador de Back to the Future poderá finalmente tomar os céus

Para onde vamos, não precisaremos de ruas ... mas precisaremos de controle de tráfego aéreo e pára-quedas sofisticados.


Paul DeLorean não é tão famoso como Larry Page, Airbus ou Uber, mas está competindo com os três na corrida para construir um carro voador. No entanto, DeLorean tem um nome famoso, ele é o sobrinho do John DeLorean, fabricante do carro esportivo homônimo, famoso por Back to the Future.

Em um perfil na Wired, o jovem DeLorean revela seus planos para o DeLorean DR-7, uma embarcação VTOL de dois lugares para transporte pessoal. Paul é o fundador da DeLorean Aerospace.



A empresa com sede em Los Angeles, planeja construir um carro voador que use tecnologia de decolagem vertical (VTOL). Isso permitiria que ele fosse lançado e pousasse quase em qualquer lugar, sem a necessidade de uma longa pista. A DeLorean Aerospace já desenvolveu diversos estudos e espera ter um protótipo operacional em tamanho real dentro de um ano. Mas ainda não está claro o quanto o veículo acabado custará ou quando estará pronto para lançamento comercial.


Em entrevista para a Wired, o Paul DeLorean, disse: "Sempre estivemos no ramo transporte, está no meu sangue. Estamos avançando em um protótipo de tamanho completo, pilotado, que levará dois passageiros e é projetado para ser totalmente elétrico, com uma autonomia de 120 milhas. O projeto realmente resolve muitos problemas importantes de transporte e ineficiências, como deterioração da infra-estrutura, poluição e congestionamento rodoviário."

A empresa espera projetar um veículo para alto desempenho, Segundo Paul Delorean, o DR-7 será construído como um carro de Fórmula 1 para o céu.

 Para os fãs, apenas resta aguardar, visto que não é a primeira vez que um projeto parecido aparece por aí.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Back to the Future na nova música do Coldplay


Você já ouviu a nova música Miracles do Coldplay? Preste atenção aos 38 segundos...



Em colaboração com o rapper Big Sean, a música Miracles (Someone Special) foi lançada no álbum Kaleidoscope e está disponível em CD e vinil desde o último 4 de agosto. O vídeo, que foi dirigido por Ben Mor - que também foi encarregado do seu clipe Hymn For The Weekend - é baseado em imagens históricas dos séculos 19 e 20 e celebra a história dos Estados Unidos de acolher imigrantes de todo o mundo.

Mas você notou uma pequena amostra de som ao fundo em torno da marca dos 38 segundos? Soa familiar? Nós descobrimos o que é. Dê uma olhada no vídeo abaixo para ver.




Sim, foi utilizada uma pequena fala de Marty McFly do primeiro filme da trilogia Back to the Future. Não é a primeira vez que o Coldplay faz uma homenagem à Back to the Future. Inclusive, Chris Martin e Michael J. Fox já fizeram uma performance ao vivo tocando Johnny B. Goode ao vivo para arrecadar fundos para a Fundação de Michael J Fox para pesquisa do Parkinson.

    

A Delorean Motor Company lançará linha de relógios

A DeLorean Motor Company acaba de anexar seu nome icônico a uma coleção de relógios. O fabricante de automóveis, cujo o esportivo DeLorean foi imortalizado por uma geração quando foi usado como máquina do tempo em Back to the Future, disponibilizará seus primeiros relógios em meados de setembro. 



Ainda pouco se sabe sobre os relógios, além de uma breve declaração dizendo que eles serão inspirados pelo famoso modelo DMC-12. Segundo o site WatchPro, os relógios apresentam "a modernização de um design clássico e estarão disponíveis em três cores clássicas". 

Veja a seguir as imagens dos outros dois modelos, que deverão ser vendidos on line por cerca de 500 reais. 


Esta não é a primeira vez que o DeLorean tem sido associado a um relógio. Como mostramos aqui, em 2011, o relojoeiro suíço RJ-Romain Jerome criou um relógio de 15 mil dólares chamado DeLorean, que foi feito de peças recuperadas de peças dos carros.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Capacete Back to the Future - a coisa mais fofa que você verá hoje!

No início deste ano, Emily e Justin Davis se uniram para descobrir como customizar o capacete de cabeça que seu filho, Brendan, vestiria nos próximos meses. Brendan, que tem 7 meses, possui plagiocefalia, que é uma doença caracterizada por um ponto plano na cabeça, um tipo de deformidade craniana que, quando não tratada, pode gerar complicações estéticas e até mesmo funcionais dos órgãos localizados na cabeça. Brendan começou a usar um capacete corretivo no final de junho, e logo depois, os pais quiseram ser criativos com o novo acessório de seu filho. 

 Foto por Emily Davis

Por causa do amor pelos filmes dos anos 80 e da nostalgia, o casal escolheu o tema "Back to the Future" para o capacete de Brendan. Emily que é designer gráfica, esboçou algumas idéias com o conceito de capacete tendo em mente crachás e patches. A artista Paula Strawn trabalhou sua magia com base nas idéias para criar um capacete que certamente obteria a aprovação de Marty McFly. O capacete inclui um capacitor de fluxo e uma versão de desenho animado de Doc e Marty, bem como um "B" para Brendan que é semelhante ao logotipo "Back to the Future". Também inclui dois "Mickeys escondidos", uma referência aos Sneaky Mickey Mouse símbolos que os visitantes podem encontrar nos parques da Disney. 

 Foto por Emily Davis


Foto por Paula Strawn


Foto por Paula Strawn

Em entrevista ao HuffPost, Emily disse que Brendan usa o capacete aproximadamente 23 horas por dia e continuará a usá-lo por pelo menos 12 a 14 semanas. Ela disse que projetar o capacete foi "um processo divertido" para ela e Justin, que postou fotos do projeto concluído no Reddit. "Nós dois amamos a trilogia "Back to the Future" e realmente conseguimos ver o que os outros também amam os filmes", disse ela. 

Emily descreveu Brendan como "um menino muito feliz" que "se deu muito bem" com seu capacete. Desde que ele começou a usá-lo, os pais viram uma mudança na forma como as pessoas se aproximaram e aceitaram de forma muito mais positiva o diagnóstico do filho. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...